詠春 Wing Chun

WING CHUN

 

Um dos mais famosos e praticados estilos de Kung Fu em todo mundo , Wing Chun enfatiza eficiência em combate, confiança, ritmo, interceptação, captura da linha central, abalando o oponente, ajustando ângulos para golpes consecutivos e travamento. Mas a mais importante arma do estilo é o espírito.

Dentre os benefícios adquiridos através de sua pratica estão a auto-confiança e a disciplina, controle de estresse, exaltação dos valores morais e Defesa pessoal.

As origens do estilo estão envoltas por cortinas de segredos, misticismo e controvérsias. Certos aspectos históricos e culturais da arte foram tragados pelo tempo e por exímios praticantes já falecidos, mas alguns princípios cientificamente orientados poderão dar lugar a modificações à luz da experiência.

De acordo com a posição apolítica da USKF/AFK não é desejo de seu líder, Sifu (Mestre) Mendes, entrar em debates sobre qual a maior ou melhor linhagem do sistema, pois controvérsias são desnecessárias para a prática do estilo e do Kung Fu em geral, o que deve prevalecer independente da escola é o auxílio científico e racional para eficiência em combate e defesa pessoal deste grande estilo, junto com princípios físicos de princípios universais e biomecânica para resgatar a versão tradicional em versões modernas, sensibilizando tanto os méritos como as limitações do WING CHUN KUNG FU.

Ainda que hoje existem diferentes versões sobre a gênesis e evolução do estilo WING CHUN, a USKF/AFK através de seu líder SIFU MENDES em pesquisas junto a outras escolas do estilo espalhadas pelo mundo e com seus irmãos em Kung Fu colocam a sua criação e desenvolvimento em 5 estágios que devem ser lidos com mentes abertas e corações generosos.

Estágio 1

Na Dinastia Ching (1644-1911 d.C) a China era governada pelos invasores Manchus com a ajuda dos monges tibetanos e a sua religião. Foi uma época em que 98% dos chineses os HANS eram controlados por minoria de 2% os MANCHUS.

Com o conselho dos monges tibetanos o governo Manchu, baniu todas as armas e obtiveram total controle da China. Os monges tibetanos também imaginaram um esquema para decretar muitas leis injustas sobre os Hans. Por exemplo, todas as meninas Hans teriam seus pés queimados de modo que quando crescessem seus movimentos e suas viagens ficassem restritos e portanto dependessem de seus maridos e seus pais. Eles limitaram a oportunidade de trabaho dos Hans. Os Hans ficaram incapacitados de obter promoções além de certo nível. O governo lançou pesados impostos sobre o país de maneira que pudessem ter o controle econômico total do povo Han. O treinamento em Kung Fu também foi proíbido.

Todavia o governo Manchu adotou a cultura Han. Devido a religião tibetana ser uma manifestação do budismo, eles praticavam paralelo ao budismo, muitos rituais antigos , utilizando ossos humanos como utensílios de adoração e feitiçaria. O governo portanto respeitava o Templo Shaolin como um santuário budista. Alguns “artistas marciais” Han começaram a treinar exércitos revolúcionários na arte do Kung Fu, usando o Templo Shaolin como lugar secreto de treinamento. Como o tradicional sistema de Kung Fu do Templo Shaolin levava de 15 a 20 anos para formar um mestre de kung fu, a necessidade para desenvolver um novo e eficiente estilo tornou-se crítica quando alguns mestres de Kung Fu resolveram trabalhar para o governo Manchu.

Estágio 2

Os fabulosos NG JO (WUZU ou 5 VENERÁVEIS) cinco dos grandes Grão-Mestres de SHAOLIN (peritos nos subestilos do Tigre, Dragão, Leopardo, Serpente e Garça) planejaram desenvolver uma forma, que deveria levar pouco tempo de prática e ser mais eficaz do que os outros sistemas já existentes. Os 5 professores se reuniram-se em muitos locais, principalmente na GUANGDONG HUNG SUEN HAY BAN (Companhia de Ópera Cantonesa Junco Vermelho) para discutirem os méritos dos estilos de Kung Fu que praticavam e encontrar o mais eficaz método de treinamento de cada sistema. Eles desenvolveram o princípio e o programa de treinamento que deveria levar somente 5 anos para ser dominado, o qual denominaram de WING CHUN (Eterna Primavera), uma homenagem à WING CHUN TONG (Sala Eterna Primavera) do Templo Shaolin de FUJIAN, onde o fabuloso monge JEE SHIM ensinava artes marciais, uma das muitas lendas para origem do nome do estilo.

Estágio 3

Contudo, antes deste novo sistema ser colocado em prática, o Templo Shaolin foi invandido e incendiado pelos Manchus. Os 5 fugiram seguidos de alguns discípulos fiéis para diversas regiões da China. O estilo WING CHUN começou a ganhar notoriedade devido a facilidade de locomoção das Companhias de Ópera Junco Vermelho.

Seguidores de JEE SHIM e NG MUI, como YIM WING CHUN, LEUNG BOK-CHAO, WONG WAH-BO, LEUNG YEE-TAI, DAI FA MIN KAM entre outros trocaram técnicas com outros membros do Junco Vermelho praticantes de outros estilos e as atuais formas do estilo começaram a ser formatadas, pois até então eram técnicas isoladas e não codificadas.

Estágio 4

Através dos discípulos destes seguidores que se envolveram em campanhas revolucionárias, ou para proteger vilas e capturar criminosos, defesa pessoal e mesmo desafios contra praticantes de outros sistemas o estilo começou a evoluir para uma arte marcial conceituada.

Membros do Junco Vermelho retiraram-se da Ópera na última metade do século XIX, e transmitiram seus conhecimentos a FUNG SIU-CHING, FOK BO-CHUEN, CAO DESHENG (CHO DAK-ON), LOK LAN-GONG, CHEUNG GUNG e Dr. LEUNG JAN que por sua vez refinaram e propagaram o estilo a muitos ou poucos discípulos em FATSHAN, GUANDONG – CHINA e mesmo na Tailândia, Malásia, Vietnã e outros países do sudeste asiático.

Estágio 5

Embora WING CHUN tenha ganho fama mundial graças aos feitos de YIP MAN e seus seguidores entre os quais LEE JUN FAN (BRUCE LEE), HO KAM MING, CHEUNG CHUK-HING (WILLIAM CHEUNG) etc, existem outras escolas refinadas e pouco divulgadas dentro do estilo como YUEN KAY-SAN, GU LAO, NANYANG, PAN NAM, PAO FA LIEN, HUNG SUEN, JEE SHIM, FUJIAN, HUNG SUEN HAY BAN, MALAIA, PIENSAN, VIETNAMITA, YIU KAI entre outras que possuem similaridade em várias técnicas, mas diferenças em coreografias.

Apesar da escola de YIP MAN ter se destacado entre todas as outras graças ao refinamento, reorganização e revisão das formas que produziu muitos talentosos discípulos, os mesmos produziram visões e versões diferentes do ensinamento do Grande Patriarca que se aflorou após sua morte em 1972. Políticas de intolerância, escândalos e disputa por poder entre seus vários discípulos levou a forte fragmentação de um brilhante trabalho.
Metodologia de Ensino

Metodologia de Ensino

A Metodologia de Ensino do estilo WING CHUN ministrado pela USKF/AFK é independente e segue a orientação pedagógica de Sifu (Mestre) Mendes e o padrão do WING CHUN TRADICIONAL, ou seja, o sistema é compreendido de somente 3 Formas (Kuens) de mãos ( Siu Nim Tau, Chum Kiu e Bil Jee), 1 forma de boneco de madeira (116 movimentos de Moodjong) e duas séries de armas (Facas Borboletas e Bastão Longo), além de exercícios como Pak Sao, Lap Sao, Chi Gerk, etc., e técnicas selecionadas de outras escolas como GU LAO, PAN NAM, JEE SHIM, YUEN KAY-SAN sintetizadas em um método exclusivo da USKF/AFK, o FATSHAN PAY

 

GRADUAÇÃO

A Graduação Plena em WING CHUN FATSHAN PAY da USKF/AFK consiste em 5 estágios (KUP) baseados nos 5 elementos que variam de 6 meses a 1 ano de prática até a Formação Final (Cinta Preta). No 2° estágio (cinta vermelha) o aluno estará apto a ministrar aulas de forma individual ou coletiva, desde que observada a aprovação nos exames de avaliação e frequência mínima de 70% do total de aulas.

Após passar pelo HOI KUEN (Fase Preparatória) o praticante ingressa no 5° KUP utilizando uma Cinta Branca que segundo a geomancia chinesa (FENG SHUI) está relacionada com o elemento Metal, Outono, Oeste, Planeta Vênus, Pulmões, Nariz, Intestino Grosso e ao Tigre, além de ser a cor da pureza transcedente e do vazio.

No 4° KUP utiliza-se uma Cinta Verde que segundo o Feng Shui está relacionada com elemento Madeira, Primavera, Leste, Planeta Júpiter, Olhos, Vesícula Biliar e ao Dragão Celestial, além de ser a cor da Esperança, Expansão, Fertilidade, Persistência e Objetividade.

No 3° KUP,utiliza-se uma Cinta Azul que segundo o Feng Shui está relacionada ao elemento Água, Inverno, Norte, Planeta Mercúrio, Rins, Ouvido, Bexiga e a Tartaruga, além de ser a cor da Intuição, Serenidade, Sinceridade e Realização Espiritual.

No 2° KUP, utiliza-se uma Cinta Vermelha que segundo o Feng Shui está relacionado com o elemento Fogo, Verão, Sul, Planeta Marte, Língua, Coração, Intestino Delgado e a Fênix, além de ser a cor da felicidade para os chineses, nobreza, sexualidade, movimento, energia, vitalidade, bandeira chinesa e do sangue.

No 1° KUP, utiliza-se uma Cinta Marrom que segundo o Feng Shui, está relacionada com o elemento Terra, Meia Estação (Verão Prolongado), Centro, Planeta Saturno, Boca, Pâncreas, Estômago e Serpente, além de ser a cor da Estabilidade, Equilíbrio, Sinceridade, Fidelidade e uso da razão.

Após a Formação Final, utiliza-se Cinta Preta que segundo o Feng Shui está relacionado ao elemento água, Inverno, Norte, Planeta Mercúrio, Rins, Ouvido, Bexiga e a Tartaruga, além de ser a cor da busca da luz, Concentração, Criatividade, Relaxamento e Flexibilidade. É subdividido em 10 graus (DUEN): 1° e 2° considerado INSTRUTOR, 3° e 4° PROFESSOR, 5° e 6° MESTRE, 7° MESTRE SÊNIOR e 8° ao 10° GRÃO-MESTRE. A partir do 7° DUEN, a Cinta Preta recebe um Logo (TAO) na cor dourada que segundo a geomancia chinesa está relacionada com o elemento Fogo, Verão, Sul, Planeta Marte, Intestino Delgado, e a Fênix, além de ser a cor da ação, do dinamismo, coragem, impetuosidade, auto-realização, iluminação e ao intelecto.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DE GRADUAÇÃO

HOI KUEN (Fase Preparatória) Sem Cinta-Duração 2 meses

História e Filosofia: Introdução à História da China e à Filosofia Oriental (Taoísmo, Budismo, Confucionismo e I Ching). História e características do WING CHUN (FATSHAN PAY).
ÉTICA PROFISSIONAL – TEORIA MARCIAL WU DE (Código Marcial)
Juramento WING CHUN
PA TUAN CHIN (1° parte)
CHI KUNG
YEE CHI KIM YEUNG MA (BASE DO CARNEIRO): TEORIA BÁSICA E SUA IMPORTÂNCIA COM 5 LINHAS BÁSICAS: KIM SUT, LOK MA, TING YU, DUNG TAO, MAI JIANG.
YAT CHI CHUNG KUEN (SOCO DO SOL): Teoria básica e sua importância.

5° KUP – CINTA BRANCA

PA TUAN CHIN (COMPLETO)
SIL LIM TAO (O caminho de Shaolin ou Pequena Idéia Inicial): Teoria básica
Abrindo o KUEN SIL LIM TAO até o soco.
YEE CHI KIM YEUNG MA (LATERAL ESQUERDA E DIREITA): Teoria básica.
DOI-YENG (Conceito Frente- a- Frente)
LEEN SIU DAI DA (Economia de movimento)
MAN SAU e WOO SAU
LIEN WAN KUEN ( socos encadeados ou consecutivos)
Bloqueios básicos de ataques de braços e pernas laterais e pela retaguarda.
Movimento YIN-YANG
NG JEE MUI HEI GUNG (1º)
Princípios do WING CHUN FATSHAN PAY: TENG NUO YEE SHUN SHUOK, BIEN JING MOK YAN CHI, LUI LAO HUI SUNG, LUT SAO JIK CHUNG, SAO GERK DUI SIU, MO JIT JIU; FA CHUK DUI SAO CHI, DUI GANG YIU JONG TAO, LIK CHUI JEE GOK CHUEN, LIEN JUK BAT TING LAO.
MOODJONG (1a. Seção): 20 movimentos

4° KUP – CINTA VERDE

Todas programações anteriores
NG JEE MUI HEI GUNG (2º)
YUT FOOK YEE (UMA MÃO TRAVA DUAS)
Exercícios TAM CHI SAO/ LUK SAO
Exercícios PAK SAO/LAP SAO
Desenvolvimento do SIL LIM TAO até o fim e aplicação básica
Introdução ao CHI SAO e aplicação básica
Técnicas de combate derivadas do CHI SAO e SIL LIM TAO: GIP SAO, JAO SAO, T’UO SAO, BIL JEE SAO, FAK SAO, TAM SAO, FOOK SAO, HIEUNG SAO, PAK SAO, JUT SAO, BONG SAO, JUM SAO, GAHNG SAO, TAM LÁAM SAO, TAN DA, SUP JEE SAU LOY FON KUEN, PAK DA, JING JYEUNG, BIU SAO, TAI SUT, PON GENG SAO, NGOY JUT SAU.
MOODJONG (2a. Seção): 20 movimentos

3° KUP – CINTA AZUL

Todas programações anteriores

BLOQUEIO DE PERNAS CONTRA CHUTES (JING DOK LOP MA)
Introdução ao CHUM KIU (Buscando a Ponte): até QIAN CHUAN QUAN: Teoria básica e Unidade corporal e aplicações básicas
Inclusão da Força Centrípeta e Centrífuga
NG JEE MUI HEI GUNG (3º)
T’UO SAO diagonal – TING SAO – LAM SAO
JUT SAO ( com duplo tapa vertical) – CHEH SAO (TORÇÕES), fraturas de cotovelos e gravatas
MOODJONG (3a. Seção): 20 movimentos

2° KUP – CINTA VERMELHA

Todas programações anteriores
Fechamento do CHUM KIU
NG JEE MUI HEI GUNG (4º)
T’ OH SAO (palmas suporte) – LAI SAO (mãos que puxam) com chutes
Cuteladas à garganta e GAHNG SAO com giro
Posição de combate – deslizamento e deslocamento triangular
MOODJONG (4a. Seção): 20 movimentos

1° KUP – CINTA MARROM

Todas programações anteriores
Base lateral ou JIN CHOY MA
Olho de Fênix
NG JEE MUI HEI GUNG (5º)
Chutes externos rotativos e bloqueadores, chutes desequilibrantes combinados (rasteiros e chutes)
Introdução ao aparelho GERK JONG
CHI SAU e LAP SAU avançado
Exercício CHI GERK – teoria básica
Aplicações avançadas de chutes: introdução ao uso correto da massa corporal durante movimentos
MOODJONG (5a. Seção): 20 movimentos

1° DUEN – CINTA PRETA

Todas programações anteriores
Introdução ao BIL JEE (dedos que disparam): Teoria básica
Desenvolvimento da força de multi-vetores
desenvolvimento do redirecionamento das forças externas ao centro do Vortex
Gup GAN SAU (Mãos Auxiliadoras)
JEET SAO (Mãos Barreiras)
BIL JEE CHUET MOON – Teoria básica
Cotovelada e bloqueio BIL JEE SAO
CHEONG KIU SAO – LUT SAO
CHUN SUM GUR (Chutes penetrantes)
MAI SAU JUNG (Combate livre)
A partir da Cinta Preta(primeiro DUEN) o praticante terá acesso ao aperfeiçoamento das matérias anteriores e da seguinte programação:
KUEN LOK DIM BOON GWUN (bastão do dragão ou 6 pontos e meio) – teoria básica
Exercício BIU GWUN e CHI GWUN (sensibilidade energética)
Avançadas aplicações do boneco de madeira e 4 qualidades: JUN, WAN, FAI e JING
Foco mental e força à frente
CHI SAU e LAP SAU avançado
CHI KUNG
Cruzamento dos 3 kuen de mãos
Técnicas: BIL GWUN, BON GWUN, PAK GWUN, TAN GWUN, GAN GWUN, CHIR GWUN, JAU TSOI, FOK TSOI, JUT GWUN etc.
Princípio YUT CHUN CHANG, YUT CHUN KANG
KUEN BART JARM DO (Facas borboletas ou 8 cortes): teoria básica
CHI KUNG
Avançadas aplicações do KUEN LOK DIM BOON GWUN CHI SAU e LAP SAU avançado
Foo mental e força à frente
BO LAY YING (posturas e chutes invisíveis)
Técnicas: CHIT DAO, FUT DAO, JARM DAO, KAN DAO, LARP DAO, PAK DAO, SHERT DAO, TONG DAO, YUT GE DAO, MAN DAO, DOY DAO, BONG DAO, GWAY DAO etc.
BART JARM DAO JONG: teoria básica e utilização.