擒拿 Chin Ná

chin-na

Qin Na 擒拿 é mundialmente conhecido como um conjunto de técnicas (cerca de 108 ou mais) desenvolvidas por monges Shaolin e posteriormente codificada por gerações de mestres como um sistema independente e não Competitivo de Defesa Pessoal ou seja não é um sistema de Kung Fu como Shaolin, Tong Long (Louva-Deus),  Ying Zhao Fan Zi (Garra de Águia), Taijiquan, Wing Chun, Hung Gar, etc. porém os mesmos   utilizam suas técnicas em seus respectivos currículos de graduação.

Qin significa apreender ou capturar e Na significa prender ou controlar. Portanto Qin Na é a arte de capturar e controlar o oponente através de simples, mas eficientes técnicas concebidas de manipulação de juntas, torções, projeções, etc baseado no mais profundo conhecimento de anatomia e fisiologia do milenar e sábio povo chinês. As técnicas Qin Na em suas diversas facetas são encontradas em quase todos os sistemas de artes marciais chinesas tradicionais e foram adaptadas por outras modalidades marciais como Jiu-jitsu, Aikido, Karate, etc.

Para utilizar com eficácia Qin Na, seu cultor deve entender à respeito de anatomia e como localizar com precisão pontos especiais no corpo de um oponente, somado a prática do Qigong e da Medicina Tradicional Chinesa, além de aplicações das técnicas em equipamentos adaptados.

Apesar de complexas, as técnicas de Qin Na em seu nível básico são bastante fáceis de serem assimiladas. As aplicações em auto-defesa são perfeitas, e não necessitam de posturas fantásticas ou sobrenaturais para sua simples execução, sem muito esforço e algumas vezes letal. Algumas técnicas Qin Na foram selecionadas por Sifu Mendes para o Programa de Defesa Pessoal Feminino, principalmente contra  agressões às seções superior, média e inferior das mulheres. Sequências pedagógicas como JING BU NA FA; YAO FU BU NA FA; YIN TUI JIZO BU, respectivamente técnicas de contenção contra estrangulamento, agarramento e tentativa de estupros, etc. entre outras técnicas consideradas difíceis e complexas no início se tornam fáceis de serem aplicadas com dedicação, paciência, humildade e foco.

Muitos se equivocam ao ingressarem na prática de Qin Na, objetivando somente Defesa Pessoal. Porém as técnicas ministradas e que compõem a grade curricular de cada sistema ministrado pela Associação Fatshan de Kuoshu sob a tutela do Sifu Mendes objetiva o controle da ansiedade, superação do medo e a manter compostura nos momentos mais críticos fortalecimento do espírito, mente racional, etc. adquirindo coragem, serenidade e senso de justiça. As técnicas de controle Qin Na são muito utilizadas por Forças Policiais e Armadas (Tropas de Choque/Elite) na República Popular da China e em Taiwan, serviços secretos de alguns países ocidentais e orientais, principalmente pelos serviços de inteligência da China.

Principais elementos de Qin Na são:

  • Torção de articulações e ossos;
  • Pressão em músculos e tendões;
  • Bloqueio da respiração e veias;
  • Aplicação de pressão a pontos bioativos.

Os principais sistemas ministrados na Associação Fatshan de Kuoshu utilizam técnicas Qin Na – Wing Chun Fatshan Pai, Shaolin Liu Gáa, Taijiquan, Sanda e Shuai Jiao cada qual utilizando um formato anatômico da mão considerado ideal para aplicação de 5 aspectos essenciais, conhecidos como 5 princípios Qin Na, descritos abaixo:

Iniciante

  • FEN JIN (Separação de músculos/tendões): É dividido em duas partes. A 1ª é Zhua Jin (Agarrar os músculos/tendões) e a 2ª é Na Xu é (Pressionar as cavidades). Objetiva romper músculos e tendões de um oponente e ataque aos  pontos de pressão.
  • NIU GU (Deslocamento de Ossos): São técnicas que quando aplicadas com toda força pode deslocar ou quebrar um osso ou danificar a articulação, músculos e tendões próximos ao osso.

Avançado

  • BI QI (Obstrução de Respiração ou Pulso): Literalmente significa fechar ou selar o ar, ou respiração vital. O fluxo de ar pode ser interrompido quando 5 importantes órgãos do corpo são atingidos.
  • DIAN MAI (Pressionando veia e artéria): Componente muito perigoso do Qin Na utilizado para bloquear a circulação do sangue. Potencialmente fatal esta divisão muitas das vezes não é ensinada abertamente.
  • DIAN XUÉ (Pressionando cavidade): Também conhecidas como ponto de pressão ou meridianos Qi através do corpo, passagens onde circula a energia vital. Uma vez obstruído, um desequilíbrio de energia pode ocorrer no organismo, resultando em paralisia cerebral, doença ou fatalidade. É considerado o aspecto mais elevado e secreto de Qin Na. Muitos peritos são hesitantes em transmitir essas técnicas e muitas gerações de mestres preferiam levar seus segredos para o túmulo ao invés de passar conhecimento mesmo ao mais fiel discípulo devido as incongruências percebidas a tempo em suas atitudes.

Obs.: Os sistemas Neijia Kung Fu (Taijiquan, Bagwazhang e Hsing-I) ministrados sob a tutela de Sifu Mendes, a prática Qin Na é regularmente praticada junto ao Bagwa Rou Shou, Taiji  Tui Shou ou Hsing-I Tui Shou que são exercícios de Mãos Aderentes, algo comparável à prática Chi Sao/Chi Gerk do Wing Chun. Cada sistema tem sua própria série de treinamento com foco na sensibilidade e a prática Qin Na acontece paralelamente à essas séries.